Páginas

quinta-feira, 26 de julho de 2012

Mini Capítulo 13 :)

Teresa passou por Sofia a correr e continuou até chegar á rua. Lá, sentou-se numa paragem de autocarro que estava quase á porta. Antes que Sofia pudesse seguir atrás dela, Simão agarrou-lhe no braço:
- hey, viste por onde foi a Teresa?
- ela foi lá para fora, fica aqui que eu vou lá falar com ela.
- mas eu...
- nem mas nem meio mas, ela agora precisa de uma amiga, vá, vais ver que é melhor tu só falares com ela amanhã.
- ok, ok... se se forem embora avizem-me.
- ok

Sofia depressa viu Teresa.
- então fofinha, quié que se passa?
- o teu irmão beijou-me...
- tás a gozar? e então, pensava que sentias alguma coisa por ele...
- e sinto... mas depois do que o Pedro me fez... tenho medo que se volte a repetir...
- oh, isso não vai acontecer! O Simão é muito diferente do Pedro, ele nunca te faria uma coisa dessas!
-não sei...
- mas eu sei! Ele gosta de ti e nunca te faria nada que te magoasse... além disso, tens que dar uma oportunidade a ti mesma de seres feliz!
- ele... gosta de mim? Ele disse-te isso?
- ya disse, e mesmo que não tivesse dito, vê-se na maneira como ele olha para ti...
- acho que tenho que falar com ele...
- acho que fazes bem, vou mandar-lhe mensagem.

de Sofia para Mano
''Anda cá fora á paragem''

- Pronto, e eu vou de comboio para casa.
- Mas agora?
- sim, tu e o Simão têm que falar e eu não quero estar a fazer de vela. Beijinhos

Passado uns minutos de Sofia ter ido, Simão apareceu, e sentou-se ao lado dela.
- olá... desculpa abocado, mas eu... pensei que...
- pensaste que o quê?
- bem... que tu também querias...
- ouve, e eu queria, mas depois pensei no Pedro e...
- ainda gostas dele?
- não, claro que não.... é só que, bem, eu tenho... tinha medo que tu pudesses vir a ser como ele... - Teresa baixou a cabeça e falou num sussurro, tendo Simão que se aproximar dela para a ouvir. Quando ela acabou, ele agarrou-lhe no queixo e fê-la olhar para ele.
- e agora? já não tens medo?
- bem.. a tua irmã conseguiu convençer-me. E bem... eu lá no fundo sei que tu não és assim, mas naquela altura, bem...
-pois eu percebo, e já agora, obrigada pela confiança, e eu prometo que nunca te vou magoar linda. Eu gosto muito de ti - disse ele, olhando-a nos olhos.
- eu também gosto de ti - respondeu ela, e aproximaram-se ainda mais, acabando por se beijar.
Depois do longo beijo, ambos sorriram um para o outro.
- e então, namoramos? - perguntou ele
- claro - respondeu ela com um sorriso de orelha a orelha. Deram mais um beijo e depois levantaram-se.

- Posso levar-te a casa? - perguntou Simão.
- Sim, mas vamos a pé,não é assim tão longe.
- ok.

Seguiram o caminho sempre na conversa, até que chegaram á porta de casa dela.

- hum, queres subir?
- claro.

Foram para casa dela, e ela foi-lhe indicando as divisões até chegarem ao seu quarto.
Ela sentou-se na cama e ele numa cadeira á frente dela.

- Simão, eu... gostava que dormisses cá. Mas só dormir! Ainda não estou preparada para a parte do sexo neste momento.
- Claro que sim linda, eu precebo. Nada de sexo.
- é isso mesmo.

Sorriram um para o outro e depois ele tirou a roupa até ficar de boxeres e ela tirou a roupa e vestiu uma t-shirt comprida que tinha comprado num concerto.
Deitaram-se em conchinha e acabaram por adormecer.


No dia seguinte...






Meninaaaaas, peço desculpa por ter demorado tanto tempo, mas estou em mudanças (ya eu sei, tenho sempre desculpa, mas é verdade.) Não devo conseguir publicar mais nada prai até segunda, portanto comentem muito! beijinhoooos! Mia*


3 comentários:

  1. *0* Nossa,li té agora o capitulo 13 e já tou apaixonada & viciada pela história :) rsrs. Muito bom seu blog,estou seguido *-* Se kiser tbm seguir o meu: http://sweetlove-diiana.blogspot.pt/ será mt bem vinda lá. Brigada,bjinhos Flor* P.s-Ñ vou perder um único capitulo,kk

    ResponderEliminar